segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Somente para ti

dedicado à M.C.S.

Declaro para ti, somente para ti,
A beleza que acalenta minh’alma
Por ter conseguido teu amor.
Singelo, crescente, límpido amor.
Amor sem culpas,
E, ao mesmo tempo, corajoso,
Que transcende o corpo
E o que está escondido...
Adormecido na mente que não mente,
Pois desvenda o coração latente.

Ah, meu amor, querido pacto seguro,
Que pulsa enraizado e duradouro
Em teu corpo como seiva e extensão
Do caule de frondosa árvore:
Árvore mística do amor,
Pura mistura inebriante, fumegante,
Que depois de todo o amor
Continuará alegre a compor,
Mais uma poesia – canção apaixonante!

Um comentário:

  1. Parabéns a você Marcelo e para a Marlete também!!! Boa noite :)

    ResponderExcluir